Ocorreu um erro neste dispositivo

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

saudades...........


tenho tantas saudades dos que partiram,e de ti tambem farias hoje 60 anos partistes ja a 8 anos,espero que ai onde te encontras tenhas a paz que em vida nao tivestes....

nunca te esqueceremos estaras sempree no nosso coraçao,como apesar de as vezes duvidar estivestes tambem neles em vida,a tua teimosia talvez nao te deixasse ver isso,mas fostes amado e querido por nos,embora tu as vezes nao nos deixasses mostrar isso...

fostes o menino querido e protegido mas nao chegou para te ajudar....

fizestes da tua vida uma luta perdida,perdeste tu e perdemos nos....

ate um dia mano.....


quinta-feira, 26 de novembro de 2009

bacalhau das manas....

este bacalhau foi feito para um jantar de dois casais,duas irmas e dois cunhados,eu e a minha mana resolvemos surprender os nossos homens,e fazer um jantarinho para os meninos,so que eu tive a desagradavel supresa de ouvir"oh,pa bacalhau??"
digam la se tinha razao de resmungar....



para 4 pessoas...

escaldam-se as postas de cbacalhau em leite a ferver e retiram-se para um pirex...

faz-se um pure de batata a que se junta o leite do bacalhau depois de coado...

entretanto cozem-se uns broculos....

faz-se uma cebolada com azeite,alho um pouco de colorau ,sal e pimenta...


entretanto descansam-se uns camaroes crus deixando a cabeça...


a roda do bacalhau no pirex poe-se o pure de batata ,a roda do mesmo poe-se os broculos ,por cima do bacalhau poe-se a cebolada e cobre-se a mesma com pickles picadinhos e maionese...

por cima de de tudo os camaroes e vai ao forno....

um bacalhau inspirado no ze do pipo claro,so com um toque diferente...

foi servido com um vinho tinto Monte Maior...

para sobremesa macas assadas diferentes,receita que vira a seguir...

a noite acabou claro como quase sempre que juntam com muita alegria e alguma batota no jogo da Sueca....

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

ja cheira a Natal....


doce de gila....



pois bem deram-se duas belas aboboras gilas e que vou fazer eu com elas???doce de gila claro,mas credo e tao trabalhoso digo eu....

mas pensa la rapariga,que podes mais fazer e tu ate gostas nao e,va la nao sejas preguiçosa procura a receita e faz o docinho que o pessoal ate agradece,bem pensado digo eu a mim mesma e la pus maos a obra.....

a receita nao e minha pesquisei e encontrei varias e fiz esta que encontrei aqui


Ingredientes:

1 abóbora chila
açúcar em igual peso da polpa cozida
1 pau de canela
Confecção:

Parta a abóbora atirando-a ao chão (não deve empregar a faca para esta operação, porque estragaria o doce).
Com as mãos separe os diferentes bocados deixando-os ficar com a casca.
Tire-lhes a tripa amarela e as pevides, tendo o cuidado de não deixar qualquer bocadinho de filamentos e sem lhe tocar com objectos metálicos.
Introduza a abóbora em água fria abundante e esfregue-a mudando várias vezes a água.
Repita esta operação até a abóbora deixar de fazer espuma.
Deixe ficar de um dia para o outro em água limpa.
Leve a abóbora a cozer sobre lume forte, introduzindo-a, a pouco e pouco, na água sempre a ferver, temperada com sal.
Quando a casca se separar facilmente, escorra.
Passe a abóbora por água fria e com as mãos separe os fios o melhor possível.
Escorra num pano e pese.
Tome igual peso de açúcar, junte a água e o pau de canela e deixe cozer até obter uma calda espessa (115ºC ou 39º Baumé).
Junte a abóbora e deixe cozer, mexendo constantemente até fazer estrada.
Deite o doce em frascos e depois de frio feche-os.

*Para evitar que o doce cristalize não deixe a calda secar completamente.

bom eu reduzi o açucar para metade ne???os doces querem-se um pouco menos doces...

sardinha escorchada..........



vivendo agora em Setubal,claro que peixe fresco agora nao falta ca em casa,pois juntaram-se dois amantes de peixe e um aprendiz rabugento mas que vai comendo e aprendendo que o peixe e bom e faz bem.....

Pois bem por altura do S,Martinho realiza-se em Setubal a semana da sardinha escorchada,confesso que gosto muito de sardinhas mas embora ja tivesse visto ha muitos anos atraz esta preparaçao nao lhe conhecia a distinçao,e ainda nao a tinha feito,e simples e deliciosa esta preparaçao embora talvez demoradaeis aqui as minhas sardinhas escorchadas....

devem se comprar bem frescas,e a sua preoaraçao devia ser toda com agua do mar,ajudei a preparar algumas assim,(fui a Carrasqueira e la fizemos assim,depois de as arranjarmos a beira do Sado,que frio estava)mas em casa estas foram tratadas com agua doce ou seja da torneira mesmo....


tira-se a cabeça da sardinha com a mao e abre-se a barriga com a faca estripam-se e escamam-se,ficando um pouco de molho em agua fria..

depois poe-se num tabuleiro com uma rede no fundo e salgam-se com sal grosso,deixando ficar assim uns dias...neste caso ficaram so de um dia para o outro..

no dia demolham-se umas horas e servem-se cozidas ou assadas na brasa que foi o caso..

uma boa salada e umas batatas doces cozidas fizeram companhia as lindas sardinhas..

houve muita animaçao e conversa neste almoço de domingo..

exprimentem e bom apetite

terça-feira, 24 de novembro de 2009

voltei..............


depois de uma grande ausencia motivada por varias mudanças na vida,eis de volta com mais conversas,receitas etc...

agradeço a quem me visitou e comentou,vou começar de novo a visitar-vos e comentar claro....

a primeira mudança foi o fecho do beco e dai foi um desenrolar de acontecimentos,entre os quais a minha mudança de casa sai de onde morava e vim morar para a cidade de setubal,juntei trapinhos e eis-me a tentar ser feliz de novo,nunca e tarde para tentar nao e?e como diz o poeta muda de vida se esta nao te convem...




MUDA DE VIDA


Muda de vida se tu não vives satisfeito
Muda de vida, estás sempre a tempo de mudar
Muda de vida, não deves viver contrafeito
Muda de vida, se há vida em ti a latejar

Ver-te sorrir eu nunca te vi
E a cantar, eu nunca te ouvi
Será de ti ou pensas que tens...que ser assim?...

Muda de vida se tu não vives satisfeito
Muda de vida, estás sempre a tempo de mudar
Muda de vida, não deves viver contrafeito
Muda de vida, se há vida em ti a latejar

Ver-te sorrir eu nunca te vi
E a cantar, eu nunca te ouvi
Será de ti ou pensas que tens... que ser assim?...

Olha que a vida não, não é nem deve ser
Como um castigo que tu terás que viver
Olha que a vida não, não é nem deve ser
Como um castigo que tu terás que viver

Muda de vida se tu não vives satisfeito
Muda de vida, estás sempre a tempo de mudar
Muda de vida, não deves viver contrafeito
Muda de vida, se há vida em ti a latejar

Muda de vida se tu não vives satisfeito
Muda de vida, estás sempre a tempo de mudar
Muda de vida, não deves viver contrafeito
Muda de vida, se há vida em ti a latejar

Antonio Variaçoes
Ocorreu um erro neste dispositivo